Angra dos Reis

O surgimento do Porto de Angra dos Reis está estritamente relacionado ao atendimento das crescentes necessidades de exportação, verificadas a partir de 1923, do café proveniente da região do Vale do Paraíba,todavia, as suas atividades só vieram a ser efetivamente iniciadas, sob o regime de concessão pública estadual, em 14 de maio de 1932, ocasião em que os volumes mais expressivos de movimentação de carga no Porto já consistiam basicamente de importações de carvão e madeira.

Com a criação da Companhia Siderúrgica Nacional – CSN, em 1945, o Porto de Angra dos Reis passou a receber o carvão oriundo de Imbituba, no sul do país, em fluxos relativamente estáveis, até o ano de 1963, quando o abastecimento do produto para a usina passou a ser efetuado por intermédio de rodovias.
Desde 1970, porém, o Porto de Angra dos Reis converteu-se basicamente num pólo exportador de produtos siderúrgicos da CSN, além de importador de trigo.

Nos termos do Decreto nº 77.534, de 30 de abril de 1976, era extinta a concessão outorgada ao governo estadual, transferindo-se o controle do Porto de Angra dos Reis à Companhia Docas do Rio de Janeiro.
Apesar de situar-se numa das mais belas regiões do Estado do Rio de Janeiro e dispor de uma perfeita integração entre os modais de transporte marítimo, ferroviário e rodoviário, o Porto de Angra dos Reis permanece exercendo, essencialmente, as funções de exportador de produtos siderúrgicos e granito, advindos do sul dos estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais e do norte dos estados de Goiás e São Paulo, e, também, como importador de trigo para abastecer o Moinho Sul Fluminense.

Contudo, o imenso potencial turístico da região propicia, sem dúvida alguma, excelentes oportunidades alternativas de negócio, uma vez que permite, por intermédio do estabelecimento de parcerias com a iniciativa privada, o desenvolvimento de projetos altamente inovadores e rentáveis, com vistas ao incremento da exploração comercial deste importante setor da economia regional.

Características Físicas e Operacionais

Localização
O Porto de Angra dos Reis está localizado no município de Angra dos Reis, na Baía da Ilha Grande, litoral sul do Estado do Rio de Janeiro.

Acessos
Rodoviário: Rodovias RJ-155, que se conecta às Rodovias BR-101 e BR-494, a 7 km do Porto.
Ferroviário: Em bitola métrica (1,00 m), através do ramal Barra Mansa / Angra dos Reis, operado pela FCA – Ferrovia Centro-Atlântica S/A, ligando o Porto à região centro-sul do Estado do Rio de Janeiro, e desta aos estados de Minas Gerais, Goiás e Bahia.
Marítimo: Possui duas barras de entrada, uma a leste e outra a oeste da Ilha Grande, com larguras de 12 km e 17 km, e profundidades médias de 25 m e 35 m, respectivamente. Os dois canais de acesso existentes são denominados "Do Sul" e "Do Norte". O Canal do Sul tem comprimento de 8 km, largura de 160 m e profundidade de 12 m. O Canal do Norte conta com 11 km de comprimento, 150 m de largura e profundidade, também, de 12 m.

Instalações

São constituídas por um cais acostável em forma de pier, com 400 m de comprimento e uma bacia de evolução com 320 m de largura, dispondo de dois berços de atracação com profundidade de 10 m e capacidade para receber navios de até 29.000 tdw. O Porto de Angra dos Reis dispõe, também, de três armazéns para carga geral com 5.475 metros quadrados, uma área de 150.000 metros quadrados de pátio a céu aberto, para depósito de carga geral e produtos siderúrgicos, e um silo vertical, para trigo, com 11.000 toneladas de capacidade estática.
Principais Cargas Movimentadas
No Cais: Produtos siderúrgicos e trigo.
Fora do Cais: Petróleo e seus derivados.

Terminais Portuários

O Porto de Angra dos Reis não possui, ainda, terminais instalados sob a modalidade de arrendamento e nem operados privativamente.

Telefone

55 21 2233-5809

55 21 2263-1502

Localização

Rua Conselheiro Saraiva, nº 28 - 3º and.
Cep.: 20091-030 - Centro
Rio de Janeiro - RJ
Brasil

E-mail

sindario@sindario.com.br